sábado, agosto 20


Livre apenas livre !

Para de bobeira vai, ainda não percebeu que quando te faço raiva é só porque acho muito fofa essa carinha que fazes? Ainda não percebeu que até mesmo quando te faço ciúmes é porque amo a forma que você demonstra isso e se apossa de mim querendo me proteger? Para de bobeira vai, sabes que no fim de tudo pertenço a ti e somente a ti pertenço. [warllyssong]



Brunette-flowers-girl-grass-green-favim.com-126257_large


Desculpe-me, meu amor, se acho que nesse planeta há poucas coisas mais gostosas de se ouvir do que o farfalhar das páginas, o roçar dos dedos no pedaço de papel com toda sua ansiedade em virá-lo; não é culpa minha se maquiagem, cartas de papelaria e recados deixados na caixa de mensagens não me satisfazem, não me apetecem. Desculpe-me, também, se dos rascunhos que você arremessa eu retiro poesias; é que sempre gostei mais da essência, do que é espontâneo, imperfeito e cem por cento reciclável. Admito, gosto de viver assim, com minhas asas abertas planando a grandes alturas e meus olhos maravilhados mirando ares ainda mais altos, mais tranquilos, mais felizes. Talvez você não compreenda e não me espanto; sei que bazófia e prosápia fazem parte do seu alicerce, e acrescento que sua insistência em dizer que partilhar cafezinho sem açúcar com solidão é passatempo predileto me desgasta. Peço perdão por não exceder suas expectativas, por sentir ternura no toque do vento e adorar seu adorno em meus cabelos; é que não sou poetisa mas a própria poesia personificada, e como tal, caso rosas com bromélias e girassóis com alecrins. Metáforas, registros de palavras e ponta de pena molhada com tinta para pergaminho tem fragrância de amor, para mim. Então, desculpe-me mais uma vez, meu doce amante, se suas dosagens de paixão não me alimentam ou se eu não quero encadear-me a você com essas correntes de plástico; é que em mim moram tão somente um pedaço do que eu quero ser, umas metades inteiras e inspirações ambulantes. Eu vivo dessas palavras sem sentidos, não de peças de quebra-cabeças que parecem não me acrescentar. Dos vãos entre nós eu faço reciclagem, nos vazios sem espaço eu ponho amor não correspondido. E alaga, e transborda, e completa.
Desculpe-me, anjo sem asas, se desejo voar até o ápice do infinito…






imagine sua vida como uma estação, por ela passam pessoas todos os dias, 
algumas rapidamente, algumas nem te notam, algumas dependem de você, algumas te fazem melhorar e outras acabam com você, mas mesmo assim você está ali esperando por alguém todos os dias

sábado, agosto 13

sexta-feira, agosto 5



E aqui estou mais um vez sem conseguir dormir… Pensando em você. {warllyϟϟong}

E aqui estou mais um vez sem conseguir dormir… Pensando em você.














Me pergunto o que você está fazendo agora.

Me pergunto o que você está fazendo agora.


 “O amor é tão arrogante que não aceita virar amizade.” 

 Fabrício Carpinejar.  


O amor é tão arrogante que não aceita virar amizade.
 Fabrício Carpinejar.  








Às vezes quando eu digo “Deixa pra lá”, quero apenas que você me abrace, sem perguntas e diga que vai ficar tudo bem. [warllyssong]

Abrace , Abrace ,Abrace !


Meu medo é de não te fazer sentir tão bem quanto você me faz. [warllyssong]

Meu medo é de não te fazer sentir tão bem quanto você me faz.


Quando existe amor. Por mais que demore, não quer dizer que não venha.

quando existe amor. por mais que demore, não quer dizer que não venha.



Tente, e não diga que a vitória está perdida. se é de batalhas que se vive a vida. 


RAUL sEIXAS '